Dr. Ricardo Calvett
Centro Clínico HCB - Rua Tiradentes, 855 - sala 202 - Cachoeira do Sul - RS Segunda - Sexta 8:00-12:00 / 13:30 - 18:00 (51) 3723-3473 / (51) 9 9863-5863

Mastopexia

Tire suas Dúvidas

Mastopexia

A mama muda com o passar do tempo. A glândula mamária torna-se menos glandular e constituída por mais gordura, perdendo seu aspecto de beleza e jovialidade. A pele também sofre alterações, ficando mais flácida. A amamentação, variações de peso e fatores genéticos, peso da mama e gravidade também influenciam nesse processo, que resulta em uma tendência de queda das mamas, também chamada de ptose mamária.
 

A cirurgia (mastopexia) visa a correção da queda das mamas, em que é realizado o reposicionamento da aréola, remoção do excesso de pele e rearranjo do tecido (glândula mamária), de modo a compor o novo contorno das  mamas. A correção da queda das mamas também pode ser associada ao aumento de volume. Nesses casos, associa-se à colocação de implantes mamários de silicone (mastopexia com prótese). Em mamas muito flácidas, mesmo quando não se deseja aumento de volume, a utilização de implantes mamários pode ser vantajosa, pois ajuda a dar preenchimento e novo formato a elas.
 

Na cirurgia, as cicatrizes ficam posicionadas ao redor da aréola, descendo verticalmente na mama e horizontalmente no sulco inframamário quando necessário (cicatriz em "T" invertido). Assim, buscamos realizar cicatrizes pequenas e discretas, mas suficientes para corrigir a ptose.  O planejamento cirúrgico deve ser individualizado e discutido detalhadamente em consulta.

Exames pré-operatórios
 

Exames como ultrassom e mamografia poderão ser solicitados para investigar possíveis alterações nas mamas, como cistos, nódulos ou tumores. Devemos lembrar que o rastreamento do câncer de mama deve realizado anualmente para as mulheres a partir dos 40 anos, ou mais precocemente, dependendo da orientação do mastologista.

Recomendações pós-operatórias
 

Repouso por cerca de 5 dias.
 

Deve-se evitar a elevação dos braços acima do nível dos ombros por 2 semanas.
 

O uso do sutiã cirúrgico é necessário por um período mínimo de 2 meses, pois também auxilia a cicatrização da mama na posição correta.
 

O retorno às atividades físicas pode ocorrer após 1 mês da cirurgia, porém exercícios que utilizem os braços devem ser evitados por 2 meses.

 

Deixe uma mensagem