Dr. Ricardo Calvett
Centro Clínico HCB - Rua Tiradentes, 855 - sala 202 - Cachoeira do Sul - RS Segunda - Sexta 8:00-12:00 / 13:30 - 18:00 (51) 3723-3473 / (51) 9 9863-5863

Abdominoplastia

Tire suas Dúvidas

Abdominoplastia

Ter um abdômen liso e reto é algo desejável por homens e mulheres, principalmente por quem vive em clima tropical. Mesmo pessoas com peso e altura adequados, podem apresentar abdômen saliente, frouxo e flácido, alterações muito difíceis de se corrigir apenas com dieta e exercícios físicos.  A perda de elasticidade natural da pele e o afastamento da musculatura abdominal podem ser causados por variações de peso, gestações, características hereditárias e pelo próprio envelhecimento.

A abdominoplastia, também chamada de dermolipectomia abdominal, remove cirurgicamente o excesso de pele e gordura que se encontra entre o umbigo e o púbis (ou cicatriz de cesárea). A forma e o comprimento da incisão (cicatriz) dependem do grau de correção necessário. Também é realizada a aproximação dos músculos enfraquecidos ou mais afastados da parede abdominal, melhorando a rigidez muscular e deixando o abdômen mais acinturado. A lipoaspiração poderá ser associada quando há acúmulo de gordura nos flancos e dorso (lipoabdominoplastia).

A abdominoplastia não é um substituto à perda de peso e ao exercício físico. A cirurgia também não trata as estrias eventualmente presentes. Assim, quando elas estão localizadas na porção inferior ao umbigo, elas são removidas junto com o excesso de pele. Por outro lado, quando estão localizadas acima do umbigo, sofrem um deslocamento para a porção inferior do abdome, em direção à cicatriz da cirurgia.

Qual a diferença entre abdominoplastia e miniabdominoplastia?

Na miniabdominoplastia retira-se apenas uma pequena porção de pele. Portanto é indicada para pacientes com pouco excesso cutâneo e baixa flacidez da musculatura, localizados principalmente na região abaixo do umbigo. Geralmente são pacientes magras, que não tiveram grande ganho de peso durante a gestação.
Na abdominoplastia clássica, o umbigo é reafixado na mesma posição habitual (o que deixa cicatriz circular ao redor dele invariavelmente), pois existe necessidade de corrigir o excesso de pele da porção superior do abdômen. Ao passo que na miniabdominoplastia, a pequena quantidade de excesso de pele e flacidez na parte superior do abdômen não justifica a necessidade. Em alguns pacientes com indicação de miniabdominoplastia, o umbigo poderá ser recolocado em posição mais inferior, mas sem cicatrizes.

Em ambas as cirurgias os músculos retoabdominais são aproximados para reforço da parede abdominal e melhora do contorno corporal.

Abdominoplastia com pequena cicatriz vertical

Alguns pacientes apresentam grau de excesso de pele e flacidez da musculatura abdominal  de grau intermediário, de modo que nem a abdominoplastia clássica e nem a miniabdominoplastia seriam a melhor indicação. Nesses casos limítrofes, pode ser necessário uma pequena cicatriz vertical junto à incisão, formando um pequeno “T”, ou uma cicatriz localizada entre o umbigo e o púbis. Esta cicatriz é proveniente do local da pele onde ficava o antigo posicionamento do umbigo, que sofre deslocamento em sentido inferior (“puxada para baixo“) durante a cirurgia.

Orientações pós-operatórias

O uso de cinta modeladora é imprescindível no pós-operatório, ajudando a remodelar o novo formato do abdômen, diminuir o acúmulo de líquidos e acelerar a recuperação através da compressão da região operada.
Pacientes submetidos à abdominoplastia devem permanecer em repouso por cerca de 5 a 7 dias, evitando retificar o corpo neste período (deve andar curvada).  Ao dormir, também deverá manter a posição curvada.

O uso de dreno pode ser necessário para remoção de líquidos que se formam abaixo da pele, facilitando a cicatrização e promovendo uma recuperação mais rápida. Ele é retirado nos dias seguintes à cirurgia conforme cada caso.

Sessões de drenagem linfática e ultrassom aceleram a recuperação, promovendo a absorção de líquidos e melhorando a cicatrização interna.

O retorno às atividades costuma ser permitido após 2 a 3 semanas, dependendo do grau de esforço de cada profissão.

 

Deixe uma mensagem